domingo, 31 de maio de 2015

Margarida, distraída



Margarida, distraída


Um dia, precavida, disseste-me,
Por tão distraído dizeres o teu ser ser:
Se algum dia, passando, passar sem te falar
Estou passando, perdida, olhando, sem te olhar!


José Rodrigues Dias, Braços Abraçados, Tartaruga Editora, 2010.

1 comentário:

  1. olhando, sem olhar... mas não certamente ignorando!

    abraço

    ResponderEliminar