terça-feira, 4 de abril de 2017

Até o mar...




Até o mar...


Até o mar em fúria
se desfaz em paz, 
límpida sua espuma...

Até o mar em fúria
num recanto se resguarda 
para poder sossegar...

Abraço,
um chá de ervas,
um colo...


José Rodrigues Dias, 2017-04-04

Sem comentários:

Enviar um comentário