segunda-feira, 3 de abril de 2017

Madeira, tornar e retornar...






Madeira, tornar e retornar...


Tornar a esse outro tempo neste lugar
quase quatro décadas depois
e nascida depois nesse tempo uma flor...

E retornar a este meu quotidiano
deste tempo que foi agora de dádiva,
de flor nascida, fruto amadurecido...

Da mulher a flor,
do fruto maduro flores
com odor a amor...


José Rodrigues Dias, 2017-04-03

Sem comentários:

Enviar um comentário