sábado, 22 de abril de 2017

Nesta paz esta flor branca...




Nesta paz esta flor branca...


Enquanto por aí jogais à bola, cânticos de morte,
verde o relvado, regado, verde de verde, bem aparado,
eu sou nesta paz esta flor branca e cheia de sorte...

A aragem sabendo a sal
docemente me afaga e me embala,
macia, sem sinal de mal...

Aqui vivo sem amargura
com seres na areia puros e sóbrios como eu
mesmo que nesta secura...


José Rodrigues Dias, 2017-04-22

Sem comentários:

Enviar um comentário