sábado, 6 de maio de 2017

In illo tempore...





In illo tempore...


Quando era de montagem e reparação,
era de computadores, e eram mais de mil e um,
e daquela sua codificada programação,

e quando era longe o ponto de um erro,
e que longe era por vezes do que parecia,
e esse dia então ali se fazendo pequeno,

e quando o núcleo de um problema de investigação
se deitava e levantava connosco, e se sorria nas aulas...,
e em sonho uma solução se mostrava em explosão,

quando era então o tempo
das fórmulas, dos números, dos teoremas,
dos bytes a cada momento,

in illo tempore
tudo era relativamente simples
e era pequeno...

Perante um pequenino cacho de uvas em formação,
com o tempo do mundo olhando o fundo de cada mar,
hoje, quanto deleite mas sem solução a interrogação...
        

José Rodrigues Dias, 2017-05-05

Sem comentários:

Enviar um comentário