quarta-feira, 3 de maio de 2017

O gérmen da vida...




O gérmen da vida...


De um seu ponto, o mais recôndito,
na semente ao tempo atenta, o gérmen da vida
lança-se, imparável, ao seu caminho...

Nenhum rochedo, nenhum adamastor,
detém a sua passada, impede o seu destino,
nada, ainda que com muito suor e dor...

O outro, cada um de nós,
poderá então dar, ou não, uma pinga de água
quando a cruz for pesada...


Post scriptum:

A força de um rebento
sempre me entusiasma a palavra
por forte o sentimento...

Sim, haverá inultrapassáveis adamastores,
muitos caminhos por nascer e por se cumprir,
muitos seres morrendo antes de dar flores...


José Rodrigues Dias, 2017-05-03

Sem comentários:

Enviar um comentário