sexta-feira, 12 de maio de 2017

Peregrino





Peregrino


Ergue os seus olhos, perdido,
pedindo, tremido aquele seu caminho,
em fé, a Maria, mãe, dirigido...

Ergue seus olhos, peregrino,
cumprindo, agradecido, seu caminho,
na fé, Maria, mãe, o destino...

Escorrem lágrimas
de comoção,
olhos semicerrados...


José Rodrigues Dias, 2017-05-12

4 comentários:

  1. Amigo José Rodrigues Dias. Gostei do seu poema.
    Tem algum livro de poemas à venda ? querida adquirir , poerque aprecio imenso os seus poemas.
    Beijinho e uma fim de semana feliz.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito obrigado, Alice Capela. Sim, qualquer um dos meus cinco livros de Poesia, até ao momento presente, que aparecem, em capa, à esquerda, poderá ser adquirido. Para possível contacto, pode ser usado o mail do blog: tracadossobrenos@gmail.com

      Eliminar
  2. Poema de grande elevação.
    De alguém que já andou em peregrinação?
    Entre muitas outras coisas, realço duas deste ser peregrino:
    a) O mais importante não é chegar. O importante é estar em peregrinação.
    b) O peregrino não exige coisa alguma, não reclama, não pede. O peregrino agradece tudo quanto o Caminho lhe oferece.
    Um grande e forte abraço, Helder

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caríssimo Hélder: não, nunca andei em concreta peregrinação, embora sempre peregrino em busca do Caminho, pelos caminhos... Muito obrigado pelas reflexões que deixa e receba também um forte abraço.

      Eliminar