segunda-feira, 12 de junho de 2017

Um coelho, abanando as orelhas




Um coelho, abanando as orelhas


Tardinha, além já se indo o Sol...
Um coelho, ainda pequenino, do calor abafado,
refresca-se abanando as orelhas...


José Rodrigues Dias, 2017-06-11

2 comentários:

  1. Achei imensa graça. Privilégio dos poetas encontrarem estes "achados".

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Foi assim, tal qual, Manuel da Mata! Abraço e obrigado.

      Eliminar