terça-feira, 11 de julho de 2017

Num relvado de jardim





Num relvado de jardim


Um jornal eu comprando 
e ele falando de armas fugidas
e esta ali se encontrando...

Velho talvez já demais
só empatando o canhão estaria
lá por aqueles arsenais...

Peça de guerra,
o velho canhão, ou lá o que é,
clamando: Paz!


José Rodrigues Dias, 2017-07-11

Sem comentários:

Enviar um comentário