terça-feira, 2 de janeiro de 2018

No primeiro dia de Janeiro





No primeiro dia de Janeiro


Olho este mundo
no primeiro dia de Janeiro
do cimo ao fundo...

Em concha de terra    
uma manta de água pintada de nuvens
vagueando pelo céu...

Olho mãos do homem
em barragem segurando as regas das colheitas
que rápidas se somem...

Olho as teias de fanatismos tecidas,
oh!, bela a teia aqui de uma aranha à luz do Sol!,
que tanto ensombrecem tantas vidas...

E olho os musgos do tempo,
olho coisas, muitas coisas que pouco entendo,
e olho na terra o entardecer... 


José Rodrigues Dias, 2018-01-02

Sem comentários:

Enviar um comentário