quarta-feira, 7 de fevereiro de 2018

Frios




Frios


Sem azar, com trabalho, amor, talvez sorte,
não tens o frio das ruas pelas noites entranhado,
só o frio lembrado daquele tempo de norte...

Era um frio mui fino de norte
que curava a carne para o ano inteiro, todinho,
de um porco pelo Natal morto...

Mas hoje talvez já sintas esse outro frio
de movimento adormecido, do tempo já percorrido,
indo, ainda que devagar, para a foz o rio...


José Rodrigues Dias, 2018-02-06

Sem comentários:

Enviar um comentário