segunda-feira, 5 de fevereiro de 2018

O todo e as partes




O todo e as partes 


Nunca te faças em pedaços
mesmo que contíguos, bem fatiados,
te desfazes feito em pedaços!

Nunca te olhes partido
nem mesmo se hipotético o espelho,
olha-te sempre inteiro!

Como o todo de um rio que é vida corrente,
não apenas a água que começa em nada e acaba cheia,
é cada margem, cada salgueiro, um chilreio...

Como um rio todo, olha-te inteiro,
o que cabe nas palavras, ditas ou apenas pensadas,
e o que das palavras nem é sonho...


José Rodrigues Dias, 2018-01-05

Sem comentários:

Enviar um comentário