segunda-feira, 2 de abril de 2018

Tempo de Páscoa




Tempo de Páscoa


Deixei por uns dias as palavras trabalhadas,
de outros caminhos poemas novos ficaram sem lavra,
e receio agora que estejam comigo zangadas...

Como em quase tudo,
tenho medo que da inacção as palavras
me deixem aqui mudo...

Oxalá que seja como em determinadas flores,
canteiro de Primavera ao ar livre, tempo de Páscoa,
ao fim de alguns dias colhem-se outros odores...


José Rodrigues Dias, 2018-04-02

Sem comentários:

Enviar um comentário