quinta-feira, 3 de maio de 2018

Árvore, sombreiro




Árvore, sombreiro


Um sombreiro frondoso no Verão
deste Sol de Sul,
cresce-lhe o folhedo na Primavera...

Do cimo ainda a visão
daquelas cinzas de morte lá pelos nortes
das suas irmãs ardidas... 

Uma ligeira aragem, leve,
do fresco desta manhã límpida
sacode-lhe a triste mente...


José Rodrigues Dias, 2018-05-03

Sem comentários:

Enviar um comentário