sexta-feira, 4 de maio de 2018

Maio e estes tempos




Maio e estes tempos


É Maio, o céu azul,
tempo de semear o ainda da chuva não semeado
e de olhar as flores...

Do tempo, as árvores de fruto
continuam o seu caminho com o seu cadinho
de oferta de cada seu produto...

Entretanto, lá fora, outro é o mundo
e o tempo é de falar, dentro e fora de carapaças,
de uma corrupção que grassa fundo...

E deste tempo,
não o das sementeiras, das flores, dos frutos, puros,
estou cansado...


José Rodrigues Dias, 2018-05-04

2 comentários: