sábado, 3 de dezembro de 2016

Da palavra viva...




Da palavra viva...


Da palavra viva
brilha o olhar
e livre
a palavra
mais ainda vibra...

No olhar
se aviva
o poema...


José Rodrigues Dias, 2016-12-02

sexta-feira, 2 de dezembro de 2016

A contracapa do livro...




A contracapa do livro...


Apresentação:


Dia 7 de Dezembro, quarta-feira, 18 horas,
Sala dos Leões,
Câmara Municipal de Évora.


Muito gostaria de contar com a sua presença.
Muito obrigado.


José Rodrigues Dias, 2016-12-02

quinta-feira, 1 de dezembro de 2016

Apresentação do meu quinto livro de Poesia





Apresentação do meu quinto livro de Poesia:


Poemas 
daquém e dalém-mar


Câmara Municipal de Évora,

Paços do Concelho, Praça do Sertório,
Sala dos Leões,

na próxima quarta-feira, 
dia 7 de Dezembro, 
18 horas.

Convido-o!
Teria muito gosto na sua presença!

Creio que irá ser uma sessão agradável.

Desde já, muito obrigado!


José Rodrigues Dias, 2016-12-01

quarta-feira, 30 de novembro de 2016

Três romãs




Três romãs


Três romãs,
discretas, triângulo equilátero,
três irmãs...

Do mesmo ser, de cada irmã
romã
mãe de muita e diversa irmã...

Verso a verso,
grão a grão, disperso e unido,
eis o universo...

Este o poema
grande
de arquitecto!


José Rodrigues Dias, 2016-10-19

terça-feira, 29 de novembro de 2016

Caldo verde




Caldo verde...


Sementeira feita, a colheita:
límpidas, gotículas de orvalho no verde,
eis o certificado de pureza...

O sabor
começa no semear,
no olhar...

Depois, da cesta fresca,
a tigela bem cheia, quentinha,
com o sabor da partilha...

Entretanto, lá fora,
eis que chove,
chove neste agora...


José Rodrigues Dias, 2016-11-18

segunda-feira, 28 de novembro de 2016

Olhava os lírios do campo...




Olhava os lírios do campo...


Itinerante parava a biblioteca,
deixava os livros
que logo, um a um, devorava...

No quarto deitado
olhava os homens, os mundos,
os lírios do campo...

Parada a aldeia e eu caminhava
pela biblioteca itinerante da Gulbenkian
e que já para outra terra rodava...

Terras bem distantes
com livros lidos sido itinerantes,
o ser de caminhantes...


Évora, 2016-11-28

domingo, 27 de novembro de 2016

O Luís Beato Salu





O Luís Beato Salu


Naquele banco frio na manhã fria
o Luís Beato Salu com seus pertences,
barba e cabelo longos cor de neve...

Naquele banco frio na manhã fria
com seus pertences o Luís Beato Salu,
seus pertences e um jornal que lia...

Luís, posso tirar uma fotografia?
Claro, senhor Dias, então não podia?!...
E o seu rosto em dádiva se abria...

Naquele banco frio na manhã fria
o Luís Beato Salu com a casa às costas,
e num saco aberto um livro havia...

Como vai, Luís, nesta manhã fria?
O Sol batendo-lhe um pouco o aquecia...
E disse: pior é lá para o fim do dia...

Naquele banco frio na manhã fria
o Luís meu amigo com seus pertences,
no rosto o ar doce que me sorria...

Naquele banco frio na manhã fria
o Luís ali no jardim do teatro do Garcia,
o livro fechado era uma profecia...


José Rodrigues Dias, 2016-11-23

sábado, 26 de novembro de 2016

Quando o Sol alto cai...




Quando o Sol alto cai...


Molha-me de tons cinzentos esta chuva que cai
mas alegra-me sentir no Verão o poço cheio de frescura
e a rega macia da terra dura quando o Sol alto cai...


José Rodrigues Dias, 2016-11-25

sexta-feira, 25 de novembro de 2016

Évora, terra minha feita...




Évora, terra minha feita...


Évora vai acontecendo em mim,
encontro por acaso, o caminho por escolha,
deambulando por aqui até ao fim...

Évora de tanto templo,
de sóis, de frios e ventos, do mundo inteiro,
a andar nos contemplo...

Évora com tempos de sementeiras,
aquecida a terra minha feita em suor regada,
as colheitas, as palavras derradeiras...


José Rodrigues Dias, 2016-11-24

quinta-feira, 24 de novembro de 2016

Ciência e cultura




Ciência e cultura


Fui aprendendo...

E mais,
outras coisas, bits e bytes,
e mais...

Conjuntos, diferenciais, integrais,
equações de Maxwell e Einstein,
magnetismos, ondas, rotacionais...

Lendo e escrevendo,
imaginando, papers, ensinando,
indo eu escrevendo...

Monte-Carlo e jogos, fiabilidade,
hipóteses e testes, erros e erros,
simulações, controlo e qualidade...

E mais,
outras coisas, bits e bytes,
e mais...

Vou esquecendo...


José Rodrigues Dias, 2016-11-24